TORTURA DE ALTO GRAU CONTRA OS JOVENS SOLIDÁRIOS AOS MANIFESTANTES DE 3 DE SETEMBRO, EM JULGAMENTO NO TRIBUNAL DE LUANDA

Publié le par LUVUVAMO YALA DAMBA

Alexandre Dias Santos[1]MU LUYALU LWA MPLA, N´KANGU A ANGOLA, MAKAZU MA KODILWA MALAVU

Regime tortura adversários políticos

As 9h da manha deste sábado, os guardas dos serviços prisionais impediram que a mãe de um dos detidos identificado por Paulo Vaz pudesse receber visita, alegando “falta de autorização superior”. Após terem implorado, os familiares dos detidos conseguiram entregar alguns bens levados, quando eram 14 horas.


Mfuka Muzemba foi detido no passado dia 8 Setembro quando fotografava um grupo de jovens que protestava no largo Serpa Pinto em solidariedade aos manifestantes do dia 3 de Setembro. Foram também presos membros do Bloco Democrático que se deslocaram ao local para prestar solidariedade juvenil ao grupo que estava a ser julgado no tribunal da Ingombota.


A detenção de Mfuka Muzemba é agora aproveitada pelas as autoridades para dar a entender que as manifestações em Angola estão a ser realizadas pela UNITA. Numa recém entrevista, a emissora católica, Sebastião Martins, o Ministro do Interior, questionou a presença do mesmo ao local.

 

 


De acordo com informações plausíveis, Sebastião Martins, tenciona levá-lo a tribunal para ser julgado tão logo que outro grupo de “Carbono” Casimiro venha a ser condenado (Juiz foi orientado a soltar e aplicar uma multa pesada).


As autoridades, mostram-se cientes que não há provas que indicie crime da parte de Mfuka Muzemba. Tencionam apresentar o vidro partido de um carro da polícia como evidencia dos supostos estragos que provocou.

O regime vê na detenção de Mfuka Muzemba, como oportunidade de tirar proveito político. Logo após ao dia 3 de Setembro, o governo propagou que o primeiro grupo de manifestantes agrediu a policia e praticou actos de vandalismo. A soltura dos jovens, por falta de provas, colocará as autoridades numa posição em que a população pode concluir que o governo usou uma inverdade para incriminar os manifestantes.


A detenção de Mfuka Muzemba, obedece agora a cálculos destinados a levá-lo em tribunal e ser propagado como autor das manifestações. Embora haja a garantia de que venha a ser posto em liberdade, há estimativas indicam que o governo não iria permitir passar na televisão a parte final do julgamento para que vinque a idéia de que esta a ser julgado como o actor das manifestação.


As manifestações recentes deixaram as autoridades muito chocadas por ter estragado o trabalho de marketing feito na véspera do 28 de Agosto que visava promover a imagem de JES como lider de “carisma”. A nível do gabinete de acção psicológica da PR, a manifestação de 3 de Setembro, abafou o trabalho posto em curso que precipitou a promoção de um rumor que dava entender que JES iria sair do poder já em 2012.


A idéia do regime é passar a mensagem de que em Angola “esta tudo bem” e que os jovens não se manifestam por causa de problemas sócias, a que invocam mas porque são instigados pela UNITA. Em outras manifestações terão acontecido o mesmo, o que levou os manifestantes a responder que “eram maduros demasiados” para serem influenciados por partidos da oposição.

Lista dos presos politicos- Mu kati ya a ana angola, vena ye andandamba, bena fumbulwa mu maboloko ma MPLA kwa Luanda, bau ka basumuki, vo yiba, vonda vo bebisa yima ya ngani ! Mu kuma kia nkenda pe vana e ngola kwa ba kweno babakamene muna manifestação kia kele kia 3 ya ngonde ya vua, kuna fulu kia kimpuanza( largo da independência), kwa Luanda. Ka nsiku ko vanga e manifestação kadi e nsiku mia angola ka simini ko antu mu vanga e manifestação mu kuma kia dio diambu a mengene. Wawu mu toma tala, e matoko mu ngola, ka bazolele diaka ditadura ko ! Bau bamuene vo ditadura di zolele vova, ndio wuta nanga va fulu tuka mvu 32 anos, Presidente José Eduardo dos Santos, ya angola.  


Domingos Tove

Neves Cardoso

Alcibiades Kopumi

Agostinho Kamuango

Pedro Ulika

Isaías Celestino

Abaiao Mohindo

Afonso Vemba

Miguel Constantino/

João Dinis

José Morais

Cristóvão Segunda

Lito António

correia Domingos

José Tchilumbo

Mário Paulino Paulino Samacaca

Rodrigues Matumona

Daniel Silveira

Manuel Neto

Leonildo Eduardo

Agapito João

Mário Cristo

Mfuca Muzemba

 

E nsi ya angola mu ntembana kaka yina ! E nfumu a mengene kwa ba leke kadi antu andi ka beta zitisa e nswa mia kando ko vo nsiku mia nsi ya Ngola ye direitos Humanos- Ka beta zitisa antu ko, mu maboloko, ana antu, nfumbula kwandi modi mbizi, tanfuna modi kazu dia kodilwa malavu. A vitidi bakama, mu sambiswa ena ku tribunal, e Juizo vo Nzongo a nkanu, ka muene e mbi ko avenge e matoko ye npe, e puricha(Policia )ka alendele songisa e prova ko. Wau mu kuiza e manisa e mambu, landila tindu a luyalu lwa Mpela,wunu ka wunu ko,mbazi ka mbazi ko. Kia segunda feira diaka tuna vingila. Ana bau beta sambiswa bavaikidi, ba nkaka diaka bena muboloko, beta fumbulwa, modi tu wudi mu club-K, se basambiswa diaka. Ana kabatomene sambiswa ko, ba kaka diaka se ba bakama ! Naté luyalu ka watika zitisa antu vo ana angola, kuna bena ana NDAMBA !

Publié dans Politica

Commenter cet article