HÁ 51 ANOS ATRÁS, HAVIA MACHIMBOMBO LUANDA-DAMBA

Publié le par LUVUVAMO YALA DAMBA

 

Como a imagem mostra, havia no tempo colonial, autocarros de linha direita Luanda - Maquela do Zombo. A prova é que este conhecido por Maximbombo fazia o troço Maquela do Zombo- Damba-Negage-Camabatela - Lucala, perto do Ndalatando da província do Kwanza-Norte.

 

Hoje, percorrido 9 anos de Paz dentre dos 36 anos de independência, Damba vê uns pequenos autocarros que parte da Cidade do Uige a sede do municipio de Damba e outros, passam e chegam até Maquela do Zombo.

 

Naquele tempo, havia também autocarro que passavam na via de Mukaba, no troço Damba-Uige. Hoje, se ver um veicúlo a passar por via de Mukaba, indo para Uige, é  sem sobra de dúvidas viaturas de pequenos portes sobretudo pertenças dos naturais ou residentes de Damba. Os autocarros dos Estados apareceram só quando os irmãos angolanos que residiam na RDC foram repatriados ! como haveria mais razão de dizer que as estradas não estão conformes? De jeito nenhum ! se para transportar os repatriados os autucarros funcionaram bem, significa que a via era ou é transitável. Mas porque desprezam a pessoa humana de Damba ?

 

Em alguns municipios de angola, vimos na TpA o comboio a romper algumas províncias. Isto porque o caminho de ferro foi reabilitado. Na nossa área, como o colono não deixou caminho de ferro, será uma aberração pensar em comboio, até porque de autocarro identica ao que temos na imagem, aparece quando se expulsa angolanos; tudo para o Chinês ver.

 

O desenvolvimento de Damba precisa de ti, de mim, dele, de nós. É questão de pensar e fazer algo por ele.

Publié dans Historia

Commenter cet article